Câncer em geral

 
 As informações contidas nesta página são orientações gerais. Elas nunca devem substituir as especificações feitas pelo médico para o seu caso.
 
1.O que causa o câncer?
 
            Ninguém sabe ao certo. Ainda não é possível ter certeza sobre o que leva uma célula normal a tornar-se cancerosa. Muitos acreditam, entretanto, que as pessoas obtêm a doença principalmente através de repetido e prolongado contato com um ou mais agentes causadores do câncer.
 
2.Quais os diferentes tipos de agentes causadores do câncer?
            Cientistas acreditam que muitos cânceres são causados em dois "tempos", por dois tipos de agentes: iniciadores e promotores. Os iniciadores principiam o dano à célula, como fumo, raios X, etc. Já os promotores geralmente não causam danos por eles mesmos; apenas agem sobre a célula já danificada pelo agente iniciador. Por exemplo: o álcool pode causar câncer se combinado com o cigarro.
 
3.O que é fator de risco para o câncer?
            Qualquer agente que seja associado à causa de um tipo particular de câncer. O contato com esse agente aumenta o risco individual de obter a doença. A exposição a esse fator de risco não significa, necessariamente, que ocorrerá a doença. Existem os fatores de risco evitáveis, como o fumo, e os inevitáveis, como a idade. Quanto mais velha a pessoa, mais probabilidade há de se desenvolver o câncer, pois a exposição aos agentes ocorreu por mais tempo.
 
4.A alimentação influencia no desenvolvimento do câncer?
            Estudos sugerem que certos tipos de alimento e alguns nutrientes contidos neles podem ser associados com o desenvolvimento da doença, como gorduras em excesso, conservas com aditivos corantes não-naturais. Já as fibras vegetais, por exemplo, podem ajudar a evitar o câncer.
 
5.Ferimentos podem causar câncer?
          Não. Algumas vezes, durante o tratamento do ferimento, o médico pode descobrir um câncer oculto, por coincidência.
 
6.O câncer tem cura?
            Claro! Inúmeros tipos de câncer têm cura, principalmente aqueles que são retirados cirurgicamente e estão no início. Atualmente, metade dos pacientes com câncer obtém a cura.
 
7.O câncer é contagioso?
            Não. Ele não é transmitido de uma pessoa para outra, por nenhuma forma de contágio. 
 
8.O câncer pode ser genético?
            O câncer ocorre quando alterações genéticas interferem no crescimento celular. Essas mutações podem ser herdadas ou adquiridas durante a vida do ser humano. No primeiro caso, denomina-se suscetibilidade, em que a pré-disposição à doença é herdada na forma de uma única mutação, mas sua manifestação dependerá da interação de fatores genéticos, ambientais e comportamentais. Os tipos de câncer eventualmente hereditários mais estudados hoje em dia são os de mama, ovário e cólon. 
 
9.O câncer pode ser prevenido?
            Em termos. Existem dois tipos de prevenção do câncer: a primária e a secundária. A primária está ligada a hábitos que contribuem para uma vida mais saudável e também para evitar doenças graves como o câncer. São eles: não fumar; ter uma boa alimentação, fazendo uma dieta pobre em gorduras animais e rica em fibras; evitar o consumo, por meio da alimentação, de hormônio em excesso e também de conservantes químicos; evitar contato com substância química cancerígena; expor-se ao sol apenas nos horários recomendados; e fazer a higiene adequada dos órgãos genitais, da boca e dos alimentos a serem ingeridos.
A secundária baseia-se na realização de exames periódicos que têm como objetivo a descoberta de alterações precursoras no organismo.
 
10.Por que os hospitais referência em oncologia estão mais preparados para realizar os tratamentos das diversas especialidades do câncer?
            Eles possuem um corpo clínico acostumado à rotina do diagnóstico e do tratamento, além de estar atento às novidades da área. Os centros de referência estão equipados com o que há de mais moderno e mais adequado para a finalidade específica.
 
11.O que é metástase?
            É o momento em que a célula do câncer saiu do local onde se iniciou a doença e cresceu em outro lugar do nosso corpo.